Posts

Inteligência Artificial na Pesquisa de Mercado: fique por dentro!

Que estamos vivendo uma Revolução Tecnológica já é um fato. A cada dia, nos são apresentadas novidades que nos ajudam (e muito) no dia a dia. Dentro desse contexto, a inteligência artificial (AI), considerada um dos principais adventos da 4º Revolução Industrial, está cada vez mais presente na nossa rotina de Pesquisas: desde as URA, tecnologia utilizada dentro de sistemas de atendimento, incluindo nós aqui da ABMR, até mesmo a criação de robôs que conseguem se comunicar nas redes como nós humanos (BOTS). 

Aqui no Brasil, a Universidade de São Paulo em conjunto com a empresa IBM, estão abrindo um Centro de Pesquisa focado em desenvolver soluções utilizando a AI. O C4AI, abreviação do nome do Centro, tem como objetivo trabalhar em 5 principais frentes: 1. Ciclos produtivos no agronegócio; 2. Pesquisa sobre a costa marinha brasileira; 3. Novos métodos de diagnóstico; 4. Políticas Públicas; 5. Criação de banco de dados e treinamentos de sistema de diálogo em português. Podemos perceber que essa nova tendência está começando a permear áreas que antes não se imaginava, e isso nos traz perspectivas muito interessantes sobre a criação de soluções bem mais eficazes de Pesquisa em diversos aspectos como a saúde, o lazer e a ciência. 

Uma área que está se beneficiando bastante da utilização da AI são as Pesquisas de Mercado e Científicas, pois essas tecnologias auxiliam na análise em grande volume de dados qualitativos, ajudando a determinar se essas informações são significativas, ou não, para representar um grupo ou população. Antes era possível entender que havia um sentimento em relação a um produto, serviço, problema etc. Com a utilização da IA, somos capazes de entender as motivações por trás dos sentimentos com dados precisos e diga-se de passagem, bastante valiosos.

Essas inovações tendem a nos ajudar ainda mais num futuro muito próximo, pois há inúmeras formas de aplicar esta “nova tecnologia” em áreas que nos impactam direta ou indiretamente. Cabe às organizações começarem se adaptar, buscando inovações e descobrindo a melhor forma de aproveitar tendências que favoreçam o seu negócio e, principalmente, os resultados mais apurados para os projetos de clientes.

E você: já está preparado para fazer parte desta transformação?

A famigerada frase: “Bem vindo ao futuro” cada vez mais faz sentido.